Estudante baleado em Realengo, no Rio, deixa CTI

Um dos jovens feridos no massacre de Realengo, no Rio de Janeiro, deixou hoje o Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Estadual Adão Pereira Nunes. Seu quadro é estável e ele encontra-se em observação na enfermaria.

MARCELA GONSALVES, Agência Estado

27 Abril 2011 | 19h43

Outra vítima permanece no CTI pediátrico em observação rigorosa, com quadro regular, que inspira cuidados, segundo boletim divulgado hoje pela Secretaria de Estado de Saúde.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.