Estudante da USP foi espancado por outro universitário

A Polícia Civil de Bauru (SP) atribuiu a uma briga de universitários o espancamento de Giovanni Comoro Silva, de 19 anos. O estudante de odontologia do campus da Universidade de São Paulo (USP) de Bauru participava, na madrugada da última sexta-feira, de uma festa reunindo estudantes da USP e da Universidade Estadual Paulista (Unesp), numa boate, quando foi espancado no banheiro. Ele teve de ser internado, em estado grave, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital Beneficência Portuguesa, em Bauru.

CHICO SIQUEIRA, Agência Estado

22 de agosto de 2011 | 18h58

Giovanni sofreu lesões no cérebro, na coluna cervical, no maxilar e em outras partes do corpo, e embora tenha recebido hoje, vai passar as próximas semanas por exames para saber a extensão dos ferimentos. "Ele teve coágulos no cérebro, sofreu lesões nas vértebras da coluna cervical e somente daqui a uns dias vamos saber se ele vai precisar de cirurgia reparadora para corrigir os ferimentos no rosto", contou a mãe do rapaz, Rita de Cássia Comoro Silva. "Ele vai perder pelo menos uma semana de aula", completou.

Ninguém sabe os motivos que levaram dois homens a espancar o estudante. No boletim de ocorrência, consta que ele estaria demorando no banheiro e ao sair teria se desentendido com os dois rapazes, iniciando a briga. "Na verdade meu filho nem viu quem o agrediu porque no primeiro golpe, ele caiu desacordado e depois foi agredido violentamente com pontapés, que causaram coágulos no seu cérebro", contou Rita de Cássia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.