Estudante que atropelou frentista em Ribeirão Preto é indiciado

Caio Lombardi, de 19 anos, foi indiciado por tentativa de homicídio, tráfico de entorpecentes e ameaça à vida

Guto Silveira, da Agência Estado,

25 Fevereiro 2008 | 18h10

O estudante Caio Meneghetti Fleury Lombardi, de 19 anos, que atropelou o frentista de posto de combustíveis Carlos Pereira Silva, em Ribeirão Preto, no último dia 11, prestou depoimento nesta segunda-feira, 25. Caio disse que, depois de consumir muita bebida alcoólica, "apagou" e não percebeu que entrou no posto, só voltando à consciência quando pessoas tentavam espancá-lo.   Veja também: Frentista atropelado presta depoimento no interior de SP Vídeo do atropelamento     Após ser ouvido por duas horas na delegacia, ele foi indiciado por tentativa de homicídio com dolo eventual, tráfico de entorpecentes - em seu carro havia seis frascos de lança-perfume - e ameaça à vida.   O frentista continua internado no Hospital das Clínicas da cidade, em função das queimaduras sofridas no acidente.         De acordo com o delegado Luís Geraldo Dias, o estudante disse que foi levado a consumir bebida alcoólica em um trote aplicado por veteranos do curso de direito, para o qual foi aprovado no vestibular.       

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.