Estudantes de cidade na Bahia serão monitorados por chip

Vitória da Conquista, centro regional do sul da Bahia, vai ser a primeira cidade do País a monitorar seus estudantes por meio de chips eletrônicos, que vão avisar pais e responsáveis sobre a frequência deles nas escolas.

TIAGO DÉCIMO / SALVADOR, O Estado de S.Paulo

22 Março 2012 | 03h06

Os Uniformes Escolares Inteligentes foram apresentados ontem pela Secretaria de Educação do município. Eles trazem o chip instalado na camisa do uniforme, sob o escudo da escola ou na manga.

Com a tecnologia de radiofrequência de identificação (RFID), os sinais dos dispositivos serão identificados por sensores colocados na entrada das escolas. Imediatamente, o sistema da escola e os celulares cadastrados pelos pais dos estudantes receberão uma mensagem, comunicando a chegada ou saída do aluno da instituição.

Segundo o secretário de Educação do município, Coriolano Moraes, o investimento foi de R$ 1,2 milhão e contemplará, a partir da próxima semana, alunos de 25 escolas das 203 da rede.

A expectativa é de que todos os 43 mil estudantes da rede municipal, com idade entre 6 e 14 anos, tenham os novos uniformes até o ano que vem. "Além de promover o melhor controle da frequência, este é um projeto que reaproxima os pais do ambiente escolar", acredita o gestor.

"Notamos ao longo dos anos que muitos pais ficavam surpresos quando as escolas informavam a baixa frequência de seus filhos às aulas", afirma Moraes. "Com o novo sistema, vamos intensificar o controle sobre os estudantes, evitando que eles fiquem nas ruas."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.