Estudantes protestam por redução de tarifa em Fortaleza

Cerca de cem universitários estão na tarde desta terça-feira na sede do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus), em Fortaleza. Eles fazem a manifestação pela redução imediata da tarifa de 2,20 reais para 2 reais com meia passagem para estudantes, a um real.

LAURIBERTO BRAGA, Agência Estado

02 de julho de 2013 | 17h35

Os universitários mobilizados pelos Diretórios Centrais dos Estudantes (DCEs) das Universidades Federal (UFC), Estadual do Ceará (Uece) e de Fortaleza (Unifor) e o Centro Universitário Estácio do Ceará se concentraram em frente da Praça da Bandeira, perto da Faculdade de Direito da UFC e seguiram em dois ônibus fretados para o Sindiônibus.

A manifestação é pacífica. Os estudantes cogitaram ir ao Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE), onde está sob apreciação judicial a redução dos 20 centavos, mas descartaram a possibilidade. O prefeito da capital cearense, Roberto Cláudio (PSB), recorreu há cinco meses da decisão do tribunal de reajustar a tarifa para 2,20 reais, pedindo a volta aos 2 reais, mas até agora não obteve resposta da do TJCE. Na manifestação, os estudantes gritam palavras de ordem como "Mãos ao alto, 2,20 é um assalto". A manifestação convocada por meio do Facebook teve a confirmação de 800 internautas, mas apenas cem compareceram.

Mais conteúdo sobre:
ProtestosCeará

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.