Estudantes vão às ruas protestar contra exame

De caras pintadas, levando cartazes e apitos, estudantes de Fortaleza realizaram na tarde de ontem uma passeata contra os transtornos ocorridos no Enem. Cerca de 300 alunos marcharam da Praça da Imprensa até o Ministério Público Federal, onde registraram apoio à procuradoria por ter pedido o cancelamento do exame. "Se vazou para aquela escola, pode ter vazado para outras. Tem de cancelar tudo", disse o estudante Lucas Dias, de 18 anos. "É a terceira vez que a prova tem erros. A gente quer algo sério", disse Guilherme Almeida, de 17 anos.

O Estado de S.Paulo

29 Outubro 2011 | 03h04

Pela manhã, cerca de 300 estudantes de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, também foram às ruas gritar contra o Enem. Os candidatos pediam o retorno do vestibular para as federais ou a criação de um Enem regional. / P.S.e CEDÊ SILVA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.