Estudo aponta para aumento de 1.200% em casos de 'phishing' nas redes sociais

Golpes que visam busca por informações confidenciais de internautas representam 85% das fraudes cometidas em sites como o Facebook.

BBC Brasil, BBC

12 Maio 2011 | 11h48

Um estudo em grande escala sobre segurança na internet apontou um aumento exponencial nas fraudes direcionadas a usuários de sites de relacionamento, como o Facebook.

O relatório semestral de segurança na internet feita pela gigante da informática Microsoft, realizado com base em dados de 600 milhões de computadores, encontrou evidências de um aumento de 1.200% nos ataques de phishing no ano passado.

Nos ataques conhecidos como phishing, criminosos enviam a internautas mensagens aparentemente legítimas, parecendo ter sido enviadas por colegas e amigos.

Com estas mensagens, os golpistas fazem os usuários de computador dar informações pessoais, como senhas de bancos ou números de documentos.

Segundo o correspondente de tecnologia da BBC Mark Gregory, o aumento das fraudes em sites de relacionamento e redes sociais não surpreende, dada a crescente popularidade deste tipo de sites entre os usuários, mas a proporção do aumento nos casos de phishing nesses sites causa grande preocupação.

De acordo com o estudo da Microsoft, estes ataques representavam, um ano antes, menos de 10% de todas as fraudes cometidas por meio de sites de relacionamento. No fim de 2010, esta proporção aumentou para 85%.

Já a detecção de programas destinados a infectar computadores com propagandas em forma de pop-up aumentou 70% entre meados de 2010 até o fim do ano, segundo informa a agência AFP, citando o relatório.

A Microsoft notou uma "polarização" do comportamento criminoso na internet, com um grande aumento nas táticas de fraude disfarçadas na forma de ofertas ou de marketing, de acordo com a AFP.

A pesquisa indica ainda duas tendências distintas na atividade criminal online. De um lado, há o aumento nas fraudes baseadas em trapaças - que envolvem estratégias para enganar muitas pessoas para dar algumas poucas informações pessoais.

De outro lado, há também o aumento nas técnicas de fraude mais sofisticadas, como golpes envolvendo manipulação de programas de computador, voltado a roubar grandes quantias de dinheiro de algumas poucas vítimas escolhidas a dedo. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.