Estudo do vírus da gripe aviária indica risco para humanos

Certas mutações no vírus H5N1 da gripe aviária poderiam facilitar sua transmissão aos humanos, segundo um estudo da estrutura de uma das proteínas da superfície desse vírus, publicado nesta sexta-feira pela revista Science.A recente propagação do vírus H5N1 da gripe aviária entre aves da Ásia, Europa e África foi foco de muita atenção e preocupação das autoridades de saúde no mundo todo, devido ao perigo de uma mutação do vírus que o torne transmissível em humanos.Em um estudo liderado por cientistas do Instituto Scripps de Pesquisa, na Califórnia, James Stevens e seus colegas analisaram uma amostra do vírus H5N1 isolada de uma criança vietnamita que morreu em 2004 devido à gripe aviária.O artigo indicou que a estrutura de hemaglutinina desse vírus está "mais relacionada com o vírus da gripe que causou a grande epidemia de 1918 e com a hemaglutinina de outros vírus H1 humanos, do que com a hemaglutinina de um vírus H5 de gripe dos patos identificado em 1997".Os pesquisadores determinaram a estrutura da proteína de hemaglutinina que permite que o vírus entre nas células anfitriãs.A hemaglutinina se liga a diferentes receptores da célula na gripe aviária e humana, o que pode explicar por que a maioria dos vírus de gripe que afeta as aves não contagia os humanos.O artigo explica que existem poucas mutações conhecidas que possam transformar a preferência dos vírus tipo H2 e H3 por uma ave receptora para um humano. Stevens e seus colegas mostraram que estas mutações não fazem com que o vírus de gripe aviária tipo H5 passe a ter uma preferência pelo receptor humano."No entanto, os pesquisadores dizem que algumas destas mutações podem tornar mais provável que a hemaglutinina do vírus H5N1 se ligue a um receptor de tipo humano, o qual proporcionaria uma possível ´ponte´ para o vírus rumo à população humana", indicou o artigo.

Agencia Estado,

17 de março de 2006 | 17h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.