Estudo mostra relação no clima entre hemisférios da Terra

A análise de um novo núcleo de gelo extraído naAntártida indica que as bruscas variações climáticas ocorridas acada milênio, nos últimos 150 mil anos, estão estreitamenteinter-relacionadas em ambos os hemisférios.A descoberta, divulgada pela revista Nature, confirma a tesede que as correntes do Oceano Atlântico conectam a Groenlândia e aAntártida, em uma espécie de gangorra climática.Estudos anteriores já demonstravam uma estreita vinculação entreos ciclos mais quentes da Antártida e os ciclos de variação climática brusca da Groenlândia, através da circulação da água do mar. Até agora, no entanto, não estava claro se os ciclos de menor duração no Ártico tinham correspondência com asvariações de temperatura, também mais curtas, e menos drásticas, naAntártida, e qual o mecanismo que ligaria os dois processos.Agora, análises da composição de núcleos de gelo extraídos da Groenlândia eda Antártida mostram uma claracorrespondência entre os ciclos quentes da Antártida e os chamadosciclos Dansgaaard-Oeschger da Groenlândia.Cada uma das 25 oscilações bruscas de temperatura registradas nosnúcleos de gelo analisados na Groenlândia encontra correspondênciadireta no gelo da Antártida. A correspondência reflete, ainda, a magnitude das variações detemperatura nos dois hemisférios. O novo núcleo de gelo analisado por Hubertus Fischer, doInstituto Alfred-Wegener de Pesquisas Polares e Marinhas, deBremerhaven, e por seus colegas cobre um período de 150 mil anos.Os resultados obtidos parecem indicar queos ciclos, em ambos os hemisférios, resultam de uma redução na chamada circulaçãotermohalina. Essa é a circulação oceânica provocada por diferenças de temperatura e salinidade nas águas do mar. Em seu trabalho, os cientistas descartam a idéia de que asgrandes oscilações de temperatura na Groenlândia possam ser um fenômenocompletamente isolado, e apontam a circulação oceânica atlânticacomo o mecanismo de ligação com o hemisfério Sul.

Agencia Estado,

08 de novembro de 2006 | 16h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.