EUA aprovaram novos remédios

Após 13 anos sem registrar nenhuma nova droga para obesidade, a FDA (agência norte-americana que regulamenta fármacos e alimentos) autorizou no mês passado a venda de dois novos remédios moderadores de apetite.

O Estado de S.Paulo

05 de agosto de 2012 | 03h04

A primeira droga a ganhar o aval do governo americano foi a lorcaserina (Belviq), da farmacêutica Arena.

Poucos dias depois, a FDA aprovou a venda do Qysimia, da farmacêutica Vivus. A droga é a mistura de dois outros medicamentos já existentes: a fentermina (derivado da anfetamina) e o topiramato (anticonvulsivante usado para tratar epilepsia e prevenir enxaqueca).

Tanto o Belviq quanto o Qysmia são indicados para adultos obesos com um índice de massa corporal (IMC) de 30 ou mais e também para adultos com IMC maior que 27 (considerado sobrepeso), desde que o paciente tenha ao menos uma comorbidade associada, como hipertensão, diabete do tipo 2, síndrome metabólica ou colesterol alto. / F.B

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.