EUA autorizam segundo teste clínico com células-tronco embrionárias humanas

CIÊNCIA

AFP, O Estado de S.Paulo

23 de novembro de 2010 | 00h00

Os Estados Unidos autorizaram pela segunda vez a realização de um teste clínico com substâncias derivadas de células-tronco embrionárias humanas, uma terapia tão promissora quanto controversa. O objetivo agora é tratar uma doença oftalmológica hereditária.

A autorização, concedida à empresa Advanced Cell Technology, com sede em Massachusetts, permitirá começar um teste clínico com 12 pacientes que sofrem da doença de Stargardt, enfermidade que produz uma degeneração no centro da retina.

A FDA, agência de vigilância sanitária americana, autorizou, em janeiro de 2009, a empresa de biotecnologia Geron Corporation a realizar um teste clínico com um tratamento experimental baseado em células-tronco embrionárias humanas em pessoas que ficaram paralíticas depois de uma lesão na medula.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.