EUA autorizam uso de droga experimental contra Ebola na Libéria

O presidente norte-americano, Barack Obama, e a Administração de Alimentos e Drogas dos Estados Unidos aprovaram um pedido do governo da Libéria para enviar doses de amostras de uma droga experimental para tratar médicos liberianos infectados com o Ebola, afirmou a Presidência da Libéria em um comunicado.

REUTERS

11 Agosto 2014 | 20h05

O documento, publicado no site oficial da Presidência da Libéria, diz que as drogas experimentais serão entregues ao país da África Ocidental nesta semana por um representante do governo dos Estados Unidos, após um apelo direto a Obama feito na sexta-feira pela presidente da Libéria, Ellen Johnson Sirleaf.

A chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, também autorizou o envio de doses adicionais do medicamento experimental para a Libéria a fim de apoiar o tratamento de médicos afetados, disse o comunicado. Essas doses serão entregues por um especialista da OMS nesta semana.

(Reportagem de Clair MacDougall, na Libéria; e de Daniel Flynn, em Dacar)

Mais conteúdo sobre:
LIBERIAEUADROGA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.