EUA congelam bens de dois cidadãos venezuelanos

Diplomata e empresário são acusados de apoiarem o Hezbollah.

Da BBC Brasil, BBC

18 de junho de 2008 | 23h33

O Departamento do Tesouro americano congelou os bens de dois cidadãos venezuelanos nos Estados Unidos, inclusive de um dos representantes da Venezuela no Líbano, por supostas ligações com o grupo radical islâmico, Hezbollah.O diplomata, Ghazi Nasr al-Din, diretor de assuntos políticos da embaixada venezuelana no Líbano, é acusado de participar da arrecadação de fundos para o Hezbollah.O outro acusado é Fawzi Kan'an, que opera duas agências de viagem na capital venezuelana, Caracas. Em entrevista à BBC Mundo, ele disse que as acusações das autoridades americanas não têm fundamento.A iniciativa do Departamento do Tesouro proíbe ainda que cidadãos americanos façam negócios com al-Din e Kan'an. Segundo correspondentes, a medida provavelmente vai agravar a tensão que existe entre os governos do presidente americano, George W. Bush, e do venezuelano, Hugo Chávez.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.