EUA descartam intencionalidade em surto de <i>E. coli</i>

Representantes do governo americano dizem não suspeitar de contaminação intencional de pacotes de espinafre fresco pela bactéria E. coli, uma crise de saúde pública que se espalhou pelo país no final da semana passada. A fonte do problem,a continua a ser investigada.A Administração de Alimentos e Remédios (FDA) relacionou uma companhia da Califórnia ao surto, que matou uma pessoa e deixou 109 doentes. Investigadores tentam determinar a fonte exata da bactéria. Uma hipótese em análise aponta para a água da irrigação."Neste momento, não há evidência de interferência intencional", disse a porta-voz da FDA, Susan Bro, desmentindo ainda alegações feitas por uma produtora de hortaliças orgânicas, que se declarou livre de suspeita. "A FDA não liberou nenhum alimento dos que estão na lista e continua a recomendar que os consumidores evitem espinafre fresco".

Agencia Estado,

18 de setembro de 2006 | 16h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.