EUA querem declarar vitória sobre Al-Qaeda, diz jornal

Para os militares das Forças Armadas, redução de ataques suicidas mostra a derrota dos terroristas no Iraque

BBC Brasil, BBC

15 de outubro de 2007 | 08h50

Militares dentro das Forças Armadas dos Estados Unidos já consideram declarar uma vitória sobre a rede Al-Qaeda no Iraque, afirma nesta segunda-feira, 15, a edição do jornal Washington Post. Segundo a reportagem, parte dos militares "acredita ter lançado golpes devastadores e talvez irreversíveis contra a Al-Qaeda". Como indicativo disto, o jornal cita uma queda no número de atentados com homens-bomba - "a assinatura do grupo" - neste ano, e a redução do fluxo de combatentes da Síria para o Iraque. Entretanto, ressalva o texto, "outros (militares) têm alertado contra o que vêem como um passo prematuro, que poderia criar dificuldades estratégicas e políticas para os Estados Unidos". "Tal declaração (de vitória) poderia alimentar a crítica de que o conflito do Iraque se tornou uma guerra civil na qual as forças de combate americanas não deveriam se envolver", escreve o Post. "Ao mesmo tempo, a comunidade de inteligência, e alguns militares mesmo, se preocupam em não subestimar um inimigo que mostrou grande capacidade de resistência no passado." A reportagem ecoa a preocupação do general David Petraeus, que comanda as forças americanas no Iraque. Na sexta-feira, em declaração reproduzida no Christian Science Monitor, ele afirmou: "Tem havido ganhos substanciais (no combate à rede), mas a Al-Qaeda é como um combatente que está abatido, mas que tem ainda enorme força e acesso a uma variedade de elementos da economia."  "Nós estamos com nossos dentes cravados no pescoço deles, e temos que mantê-los sob controle."   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.