Eventual saída da Grécia do euro não aumentaria risco para Itália, diz ministro

A eventual saída da Grécia da zona do euro não representaria um risco para a Itália, disse no sábado o ministro italiano da economia, um dia depois de a Comissão Europeia alertar que a saída de um país da união monetária levantaria a questão sobre qual seria o próximo.

REUTERS

14 de março de 2015 | 09h57

"Riscos para a Itália não aumentariam com uma saída da Grécia", disse o ministro da Economia da Itália, Pier Carlo Padoan, em uma conferência financeira no Norte da Itália.

(Reportagem de Giulio Piovaccari)

Mais conteúdo sobre:
GRECIAITALIAEURO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.