Ex-beatle defende vegetarianismo

O ex-beatle Paul McCartney, vegetariano famoso, estará na quinta-feira no Parlamento Europeu para passar a mensagem de que comer menos carne ajuda a frear a mudança climática. O músico britânico interrompe uma turnê europeia para viajar até Bruxelas e defender a causa vegetariana, informou o jornal The Independent. "A mensagem que eu carrego é a de que comer menos carne é produzir menos calor. Apelarei aos líderes mundiais que participarão da Conferência do Clima em Copenhague que uma política sustentável de alimentos é uma arma fundamental na luta contra o aquecimento global", disse o músico.

, O Estadao de S.Paulo

30 de novembro de 2009 | 00h00

Para Rajendra Pachauri, presidente do painel do clima das Nações Unidas (IPCC), o estilo de vida do Ocidente não é sustentável e tem de mudar radicalmente. O cientista indiano propõe, por exemplo, que os hotéis controlem o uso de eletricidade de seus clientes, sejam elevados substancialmente os impostos à aviação e se limite o uso do gelo na água oferecida nos restaurantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.