'Ex-herético' Galileu é homenageado com exposição no Vaticano

Evento exibe instrumentos astronômicos, incluindo um telescópio criado pelo cientista, usado em observações que alimentaram suas teorias.

Duncan Kennedy, BBC

15 de outubro de 2009 | 10h09

Uma exposição marcando o quatrocentésimo aniversário de um telescópio inventado por Galileu será aberta nesta sexta-feira no Vaticano.

Em 1609, o matemático, físico e filósofo italiano Galileu Galilei apresentou às autoridades de Veneza uma versão aperfeiçoada do telescópio - inventado no ano anterior por um holandês.

Cerca de 20 anos mais tarde, a Igreja Católica julgou e condenou o cientista, hoje tido como fundador da Astronomia moderna, por heresia.

Ele foi julgado por questionar a teoria, tida como correta na época, de que o Sol girava em torno da Terra.

Embora os fundamentos da teoria Heliocêntrica - segundo a qual o Sol estaria no centro do sistema solar - tenham sido estabelecidos previamente pelo polonês Nicolau Copérnico, foram os instrumentos e observações de Galileu que permitiram provar a teoria.

Em 1633, Galileu foi forçado a desmentir a teoria e condenado à prisão domiciliar. Ele morreu em 1642.

Foi apenas em 1992 que o Papa João Paulo Segundo declarou que a decisão da Igreja Católica foi um erro e que os católicos não são hostis à ciência.

Agora, uma seleção dos instrumentos de Galileu - assim como outros, criados por importantes nomes da Astronomia - estão expostos no Vaticano.

Também foram incluídos alguns dos documentos originais de Galileu, onde ele relata, animado, algumas de suas primeiras descobertas.

A exposição continua até Janeiro.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.