Ex-jogador é condenado por sonegação fiscal

O ex-jogador Romário (foto) foi condenado ontem em segunda instância por sonegação ao Imposto de Renda pela 2.ª Turma do Tribunal Regional Federal. Terá de prestar serviços comunitários por dois anos e meio e pagar multa equivalente a 815 salários mínimos (R$ 391 mil). A condenação se refere a 1996, quando atuou no Flamengo, mas cabe recurso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.