Ex-pichador paga do bolso pintura de painel em SP

Aos 16 anos, o paulistano Eduardo Kobra foi detido duas vezes por pichar muros da cidade de São Paulo. A terceira detenção foi aos 18. Hoje, aos 33 anos, o ex-pichador paga do próprio bolso a pintura de um painel de mil metros quadrados na Avenida 23 de Maio em homenagem aos 455 anos da cidade de São Paulo, comemorados no próximo dia 25. O painel, com imagens de cenas paulistanas da década de 20, custou R$ 10 mil.Assim como outros meninos da periferia da cidade, de onde veio, começou aos 12 anos de idade rabiscando letras do próprio nome de forma estilizada em paredes públicas e privadas como diversão. ?Já pichei a cidade inteira, mas não faria novamente.? Um dia, tomou contato com catálogos de arte que mostravam grafites no metrô de Nova York que ganhou de um amigo. Ficou fascinado e resolveu mudar o foco dos rabiscos. ?Passei a desenhar e copiar aqueles traçados.?Anos depois, desenvolveu suas próprias técnicas e seus trabalhos foram parar em livros respeitados. Como o Mural Art, lançado no ano passado, e que reúne obras de muralistas do mundo todo. E, desde outubro, suas obras passaram a fazer parte também do roteiro oficial do grafite, lançado pela Prefeitura de São Paulo. ?Deixei aquela imagem de vilão da cidade para trás e meu trabalho não é mais visto como marginal?, afirma.As informações são do Jornal da Tarde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.