Ex-premiê sírio está no Catar para discutir derrubada de Assad

O ex-primeiro-ministro sírio Riyad Hijab, que desertou no começo deste mês, está no Catar para discussões sobre como unificar os esforços da oposição para derrubar o presidente da Síria, Bashar al-Assad, disse o porta-voz dele nesta sexta-feira.

Reuters

17 de agosto de 2012 | 11h03

Hijab, que anunciou sua deserção em 6 de agosto, se tornando a principal autoridade a abandonar o governo de Assad, chegou na quinta-feira ao Catar para uma visita de três dias, afirmou o porta-voz Mohamed Atari.

Hijab deve discutir sobre a "unificação dos esforços da oposição para acelerar o ritmo de queda do regime", disse Atari. A Síria

O Catar é um dos países da região liderados por sunitas que está apoiando a revolta, predominantemente sunita, contra o governo de Assad, que é alauíta, uma ramificação do xiismo.

Atari não disse com quem Hijab irá se reunir, afirmando apenas que depois da visita, o ex-premiê deve voltar à Jordânia.

(Reportagem de Tom Perry)

Mais conteúdo sobre:
CATAREXPREMIESIRIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.