Ex-presidiário é acusado de estuprar as filhas na BA

Homem confessou ter agredido as filhas, alegando que elas eram desobedientes, mas disse não lembrar de ter cometido violência sexual

Tiago Décimo - Agência Estado,

06 de junho de 2012 | 18h05

SALVADOR - Acusado de agredir e estuprar as filhas gêmeas de 2 anos, matando uma delas e deixando a outra gravemente ferida, o ex-presidiário Fábio dos Santos Miranda, de 30 anos, foi detido em flagrante, na tarde de terça-feira, depois de levar as meninas para um posto de saúde de Mar Grande, distrito do Itaparica, na região metropolitana de Salvador, onde mora há um mês.

De acordo com o titular da 24ª Delegacia, responsável pelo caso, Lúcio Ubiracê, Miranda confessou ter agredido as filhas, alegando que elas eram desobedientes, mas disse não lembrar de ter cometido violência sexual contra elas, por ter consumido grande quantidade de bebidas alcoólicas durante a noite.

Ainda segundo o delegado, o acusado havia se mudado de Salvador para Itaparica depois de discutir com a sogra, que tomava conta das três filhas dele - além das gêmeas, uma menina de 10 anos, que continuou com a avó. A mãe das crianças está presa desde a sexta-feira, acusada de integrar uma quadrilha de tráfico de drogas. Moradores de Mar Grande cercaram a delegacia, durante o dia, ameaçando invadir a unidade para agredir o acusado. Por causa da situação, Ubiracê autorizou a transferência do detido para Salvador, realizada nesta quarta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
estuprofilhasprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.