Exército de Burkina Faso apoia oficial da guarda para liderar transição

Autoridades militares de alto escalão de Burkina Faso apoiaram neste sábado o guarda presidencial e tenente coronel Issaac Zida como líder do governo de transição após a renúncia do presidente Blaise Compaore, no lugar do chefe do exército.

REUTERS

01 Novembro 2014 | 11h30

"O tenente coronel Yacouba Issaac Zida foi eleito unanimemente para liderar o período de transição aberto após a partida do presidente Blaise Compaore", segundo um comunicado divulgado após os chefes militares se reunirem para decidir sobre disputa entre Zida e o general Honore Traore sobre quem assumirá o poder.

(Reportageem de Mathieu Bonkougou e Nadoun Coulibaly)

Mais conteúdo sobre:
BURKINAFASOEXERCITO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.