Exército vai ocupar o Complexo da Maré no dia 7 de abril

O Exército ocupará o Complexo da Maré, na zona norte do Rio, no dia 7 de abril. A ação foi batizada de Operação São Francisco e contará com 1,5 mil militares, na primeira etapa, que patrulharão as ruas do entorno, enquanto policiais militares e civis entrarão no conjunto de favelas. Na segunda fase, 4 mil agentes das Forças Armadas (que inclui Marinha e Aeronáutica) e da Força Nacional de Segurança atuarão na comunidade, até a implantação da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) prevista para o segundo semestre deste ano. Três batalhões da Brigada de Infantaria Paraquedista estão de prontidão para a ocupação da comunidade, que seguirá os mesmos moldes da operação no Complexo do Alemão.

THAISE CONSTANCIO, Agência Estado

26 Março 2014 | 18h57

O Exército já realizou operações na área nesta quarta. As ações, porém, não caracterizam o início da Garantia da Lei e da Ordem (GLO), que será usada na ocupação definitiva do conjunto de favelas. Para isso, ainda é preciso a publicação de um decreto presidencial. Até lá, as Forças Armadas só poderão atuar na Maré em missões de levantamento de área e serviços de inteligência, que já estão sendo feitos. Com a GLO as Forças Armadas terão poder de polícia e poderão fazer patrulhas, vistorias e prisões em flagrante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.