Explosão de bombas no Cairo fere oito pessoas

Oito pessoas ficaram feridas no norte do Cairo quando bombas improvisadas explodiram em quatro estações de metrô e um tribunal na manhã desta quarta-feira, nos primeiros ataques no Cairo desde que Abdel Fattah al-Sisi se tornou presidente no começo do mês.

REUTERS

25 de junho de 2014 | 09h55

Três pessoas ficaram levemente feridas quando um artefato --descrito por autoridades como "primitivo"-- explodiu na estação Shubra El-Kheyma em um distrito no norte da Grande Cairo durante a hora do rush pela manhã, disseram fontes do setor de segurança.

Nenhum grupo assumiu de imediato a responsabilidade pelos ataques desta quarta-feira.

Desde que o Exército depôs em julho do ano passado o presidente Mohamed Mursi, da Irmandade Muçulmana, após protestos em massa contra ele, o Egito vem passando por uma onda de violência, principalmente ataques contra as forças de segurança por parte de militantes islamitas com base na península do Sinai.

Houve também relatos de explosões nas estações de Ghamra, Hadaiq, El Quba e Ezbet El-Nakhl, segundo fontes de segurança. Quatro pessoas sofreram ferimentos leves. Uma outra pessoa foi ferida na explosão de uma bomba colocada junto a um carro perto de um tribunal do Cairo, disseram fontes.

(Reportagem de Shadia Nasralla; reportagem adicional de Stephen Kalin)

Tudo o que sabemos sobre:
EGITOMETROEXPLOSAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.