Explosão de gás abre cratera e interdita BR-470 em SC

Polícia e autoridades locais ainda analisam a causa do incidente; carro caiu na cratera, mas não houve vítimas

André Magnabosco, da Agência Estado,

22 Novembro 2008 | 15h54

Um trecho da BR-470, na região de Gaspar, no Vale do Itajaí, ficará interditado por pelo menos uma semana por causa da abertura de uma cratera na pista que liga o oeste de Santa Catarina à região litorânea do estado. A polícia e autoridades locais ainda analisam a causa do incidente. Ainda não se sabe se um deslizamento de terra teria causado o rompimento de uma tubulação da Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGÁS) ou se um problema nos tubos que transportavam o gás causou o desmoronamento de parte da pista. Um Fiat Palio caiu na cratera mas, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), não houve vítimas."A polícia me informou que houve uma explosão, mas ainda não sabemos a causa do incidente. Há indícios de explosão e incêndio no local", informou o supervisor do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit), Elifas Levi Nolasco Marques. O desmoronamento aconteceu na madrugada deste sábado. O supervisor não conseguiu confirmar se a SCGÁS interrompeu o fluxo de gás no local. A SCGÁS foi procurada pela reportagem, mas ninguém atendeu às chamadas.O trânsito na BR-470, que é uma das principais rodovias do estado, está interrompido nos dois sentidos, na altura de Gaspar, próximo a Blumenau, e só deverá ser liberado no próximo sábado, segundo Marques. A demora é justificada pela forte chuva que atinge a região. "O tempo não nos ajudará, por isso esperamos operar no local só a partir da próxima quarta-feira", disse Marques.A cratera tem aproximadamente 12 metros de profundidade e 100 metros de comprimento. Mas, segundo Marques, ainda há rachaduras no local e a cratera poderá ter novas dimensões com a incidência da chuva. A BR-470 está localizada ao lado do rio Itajaí-açu, o que dificultará sua reconstrução. Marques não arriscou dar um prazo para que o asfalto no local seja refeito.Segundo informações da PRF localizada em Rio do Sul, a melhor alternativa para os motoristas que pretendiam passar pelo quilômetro 41,5 da BR-470, onde o asfalto cedeu, é fazer parte do trajeto pela SC-470, rodovia estadual localizada do outro lado do rio. A rodovia é uma importante via de acesso de caminhões com destino ao porto de Itajaí. Passam pelo local mercadorias de empresas como Sadia, Perdigão e Klabin, entre outras.

Mais conteúdo sobre:
Santa CatarinaGaspar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.