Explosão em shopping mata 1

Quatro operários ficaram feridos em obra na Vila Olímpia

Diego Zanchetta, O Estadao de S.Paulo

31 Outubro 2009 | 00h00

Um operário morreu e outros quatro ficaram feridos após uma explosão na obra da futura loja da Polishop no Shopping Vila Olímpia, na zona sul, por volta das 9h30 de ontem. No momento do acidente, ocorrido no primeiro dos quatro andares, o operário que morreu aplicava cola de sapateiro em uma parede da loja, para colocar revestimento. Um segundo operário teria ligado uma furadeira e a faísca do aparelho, num ambiente ocupado pelo gás inflamável da cola, provocou o incêndio.

O funcionário que aplicava a cola teve todo o corpo queimado e morreu no local. Até a noite de ontem, apenas um pedreiro seguia internado, mas sem risco de morte.

Os nomes das vítimas não foram divulgados. A obra da loja foi interditada pela Defesa Civil. No shopping, previsto para ser inaugurado no dia 25, trabalham cerca de 1.200 funcionários, a maior parte na construção e no acabamento das 208 lojas. A estrutura do empreendimento, erguido em área construída de 86.308 m², já está pronta. Mas, segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, Orlando Almeida, o empreendedor, a Max Corp., ainda precisa obter da Prefeitura o alvará de conclusão da obra. Todo o restante da documentação - como o alvará para a realização da construção do shopping, de fevereiro de 2007, e o laudo que autorizava a obra na loja onde ocorreu o acidente - foi apresentado pela Max Corp., segundo Almeida.

"Falta um laudo sobre a segurança dos oito elevadores e das 38 escadas rolantes. E também falta obter o documento da Secretaria Municipal de Trânsito atestando que foram feitas obras para minimizar o impacto do tráfego na região, já que o shopping foi considerado no alvará de obra um polo gerador de tráfego", afirmou.

Localizado no coração da Vila Olímpia, o empreendimento terá 1.578 vagas para estacionamento. Vizinhos da obra temem que o trânsito já congestionado da Rua Olimpíadas fique ainda pior, quando o shopping for inaugurado.

Ontem, a explosão na obra assustou os funcionários de edifícios comerciais vizinhos e principalmente quem estava dentro do shopping. Operários de outras lojas relataram ter visto as vítimas saindo do local da explosão com o corpo em chamas. Cerca de dez homens que trabalham na brigada de incêndio do local acionaram 15 extintores para conter as labaredas. O prédio foi evacuado em menos de cinco minutos e as ruas no entorno ficaram interditadas pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

A Assessoria de Imprensa da Totus Engenharia, responsável pela obra na loja onde houve a explosão, informou que o sistema de segurança do local, chamado sprinkler, formado por chuveiros automáticos, foi acionado. A empresa disse que dará apoio às famílias das vítimas. O caso será investigado pela Polícia Científica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.