Exportação de café verde do Brasil sobe 0,9% em julho

As exportações de café verde do Brasil em julho somaram 1,814 milhões de sacas, alta de 0,9 por cento na comparação com o mesmo mês de 2011, informou nesta terça-feira o Conselho dos Exportadores de Café (CeCafé).

Reuters

07 de agosto de 2012 | 17h25

As exportação se dividiram entre um volume de 1,64 milhão de sacas de arábica e 174 mil sacas de café robusta.

Os embarques totais (incluindo o produto industrializado) somaram 2,07 milhões de sacas (equivalente), alta de 0,7 por cento na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Já a receita com as exportações somaram 428,852 milhões de dólares, queda de 20,4 por cento na comparação com o mesmo mês do ano anterior, quando os preços estavam 54,86 dólares por saca mais altos, segundo o Cecafé.

"Nesta safra que se inicia o Brasil deve investir na produção de café de qualidade, com maior valor agregado, para obter resultados na receita como os das duas safras anteriores", afirmou o diretor-geral do Cecafé, Guilherme Braga, em nota.

"Isso porque não poderemos contar com um volume altamente expressivo, uma vez que ainda não sabemos os impactos das chuvas nas regiões produtoras", afirmou o Cecafé, referindo-se à expectativa de uma safra não tão boa quanto se esperava anteriormente.

Por conta de problemas na qualidade, alguns agentes do mercado, por exemplo, estão reduzindo as vendas.

A Cooxupé, maior cooperativa de produção de café do Brasil, informou na segunda-feira que vai frear exportações até setembro para avaliar a qualidade na fase final da colheita, verificando se haverá o grão de alta qualidade em quantidade suficiente para atender a demanda, segundo o superintendente comercial da instituição, Joaquim Libânio Ferreira Leite.

A qualidade da safra de café foi afetada por chuvas inesperadas no início do período de colheita, o que prejudicou bastante a qualidade dos grãos.

No entanto, o representante da Cooxupé não reduziu a sua expectativa de volume colhido na região da cooperativa.

Pela última estimativa do Ministério da Agricultura, em maio --antes das chuvas intensas--, a produção de café do Brasil havia sido estimada em 50,45 milhões de sacas, um recorde.

(Por Roberto Samora)

Mais conteúdo sobre:
COMMODSCAFEEXPORTAATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.