Exportações da Embraer caem 16,5% em 2013, para US$4,14 bi

As exportações da Embraer, terceira maior fabricante mundial de aviões comerciais, caíram 16,5 por cento em 2013 na comparação com o ano anterior, para 4,14 bilhões de dólares, em meio a queda das entregas de aeronaves comerciais, mostraram dados da balança comercial divulgados pelo governo nesta sexta-feira.

Reuters

17 de janeiro de 2014 | 15h34

Com isso, a participação da Embraer no total exportado pelo Brasil caiu para 1,71 por cento em 2013, ante 2,04 por cento em 2012. As empresas estrangeiras são as maiores clientes da Embraer. No Brasil, destacam-se as empresas Azul e Trip e a Força Aérea Brasileira (FAB).

A empresa entregou 90 aeronaves comerciais em 2013, ante 106 em 2012, e 119 aviões executivos, ante 99 no ano anterior, cumprindo suas metas para o ano.

A meta de receita líquida em 2013 é de 5,9 bilhões a 6,4 bilhões de dólares.

(Por Roberta Vilas Boas)

Mais conteúdo sobre:
AEREASEMBRAEREXPORTACOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.