Exposições Vista antiga

Shin Sang Ho usa

O Estado de S.Paulo

17 de agosto de 2012 | 03h11

a cerâmica para obras bem atuais

Vistas do Brasil. Com 15m de extensão, a gravura de Jean-Julien Deltil retrata o Brasil no século 19. Pça. da Luz, 2, 3324-1000. 10h/18h (5ª, 10h/22h; fecha 2ª). Inauguração: sáb. (18), 11h. R$ 6 (sáb. e 5ª, 18h/22h, grátis). Até 27/1.

Não espere apenas recipientes antigos ou vasos pintados de forma artesanal. A mostra O Espectro Diverso - 600 Anos de Cerâmica Coreana, que o Masp inaugura hoje (17), traz também obras de artistas contemporâneos que se apropriam da tradicional técnica. Como esta acima, em que Shin Sang Ho cria um painel a partir de centenas de pedaços de cerâmica colorida.

Com curadoria de Heagyeong Lee, a exposição reúne mais de 70 obras, inéditas no Brasil, pertencentes ao acervo do Museu Nacional da Coreia. Pelos motivos usados nas peças, é possível identificar características culturais e religiosas do país oriental. "A criação de recipientes em cerâmica é um dos mais antigos modos de unir a funcionalidade dos objetos aos mais elevados princípios estéticos e filosóficos", defende o curador do Masp, Teixeira Coelho, no texto de apresentação da mostra. Princípios que marcam seis séculos de produção, desde os primeiros utensílios decorados com dragões até obras como a de Sang Ho. Marina Vaz

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.