Extremas de um copo só Cálice

Cervejoteca. R. Sena Madureira, 749, V. Mariana, 5084-6047

DANIEL TELLES MARQUES, O Estado de S.Paulo

25 Abril 2013 | 02h11

Evil Twin The Cowboy

5,5%

A seleção desta semana traz cervejas de diferentes estilos, porém com uma característica comum: são bebidas para um copo só. No entanto, o que faz querer tomar apenas um copo são justamente as melhores qualidades dessas cervejas, aquilo que as torna especiais.

Algumas são feitas com ingredientes pouco usuais, como pimenta e fumaça, e têm teor alcoólico de 5,5% a 14% - este último porcentual equivale ao de um vinho forte. Outras levam mais malte que as demais. Ante um copo desses, não basta gostar da bebida: é preciso encarar sua personalidade forte.

Elas se encaixam perfeitamente na categoria de cervejas extremas, na definição de Sam Calagione, fundador da Dogfish Head e autor do livro Extreme Brewing (Fazendo Cervejas Extremas, em tradução livre; US$ 16,90 na Amazon). O que ele quer dizer com isso? "Bebidas selvagens que levam ao limite a definição da cerveja, seja num estilo, no teor alcoólico ou na liberdade para usar ingredientes criativos."

Seguimos a definição à risca e montamos uma prova que traz uma indecisão conceitual: "Por que boas, se pouco bebíveis? Por que pouco bebíveis, se boas?". Enfrentaram os goles os sommeliers de cerveja André Guilguer, do bar Madeleine, e Fabio Andreoli, do Ein Prosit Empório. 'Beba com moderação', dizem os rótulos. O alerta é uma recomendação apropriada no caso destas cervejas.

Origem: Dinamarca/EUA. Preço: R$ 58,90 (660 ml) na www.puromalte.com.br. Esta pilsen defumada é pouco usual não apenas pelo cheiro de fumaça. Amargor presente na entrada do gole e no retrogosto. Aromas: fumaça e frutas amarelas. Sabores: textura picante e seca, doce de frutas amarelas. Amargor alto, doçura e acidez médias. Vai bem com: queijo parmesão, presunto cru e copa

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.