FAB nega conclusão de relatório sobre acidente da TAM

'Jornal da Band' afimou ter tido acesso ao documento com supostos responsáveis pelo acidente

Elvis Pereira, estadao.com.br

26 de maio de 2008 | 15h56

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) não concluiu o relatório final sobre o acidente com o A-320 da TAM no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. A afirmação consta em nota emitida no sábado, 24, pelo Comando da Aeronáutica. Um dia antes, o Jornal da Band havia afirmado ter tido acesso ao documento, que responsabilizaria a Infraero, a Airbus, a TAM e os pilotos pelo acidente. A reportagem do telejornal apontava as supostas falhas cometidas por cada um.  "Cabe destacar que esse documento não apontará culpados pelo acidente e sim os fatores que contribuíram para que o mesmo ocorresse, visando unicamente a segurança da atividade aérea", traz o comunicado, assinado pelo chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica, brigadeiro-do-ar Antonio Carlos Moretti Bermúdez. A Aeronáutica explicou ainda que, após o término da apuração, o resultado será primeiramente apresentado aos familiares das vítimas e, posteriormente, divulgado à mídia, sem qualquer forma de privilégio a jornalistas ou veículos específicos de comunicação.  Em 17 de julho de 2007, o A-320 bateu contra um prédio da TAM Express após tentar aterrissar em Congonhas, na zona sul da capital. Morreram no acidente 199 pessoas.

Tudo o que sabemos sobre:
TAMCongonhasCenipa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.