Dida Sampaio/AE
Dida Sampaio/AE

Fábio Barreto é internado em estado grave após acidente

Cineasta, que dirigiu o filme 'Lula, O Filho do Brasil', sofreu um acidente de carro no Rio de Janeiro

Márcia Vieira e Fabiana Cemieri, da Agência Estado, Agencia Estado

20 Dezembro 2009 | 12h23

O Hospital Copa D´Or divulgou boletim médico na tarde de domingo sobre o estado de saúde do cineasta Fábio Barreto, que sofreu um acidente de carro sábado à noite no Rio. Veja a íntegra:

 

"Vítima de acidente automobilístico, o cineasta Fabio Barreto foi internado na manhã deste domingo (20/12/09), às 9h20. Ele sofreu politraumatismos, com predominância de traumatismo cranioencefálico. Veio do hospital transferido do hospital municipal Miguel Couto, onde, durante a madrugada, foi submetido a neurocirurgia com acompanhamento do neurocirurgião Paulo Niemeyer. No setor de Emergência do hospital Copa D´Or, foi submetido a exames de imagem (tomografia do crânio, coluna cervical e tórax, além de angiografia dos vasos do pescoço) e em seguida internado na Unidade Neuro-intensiva, às 10h45. Sua situação hemodinâmica é estável, com frequência cardíaca e pressão arterial normais. Está sedado, em coma induzido e respirando com ajuda de aparelho. Não há previsão de alta.

Antonio Carlos Moraes, diretor médico do hospital Copa D´Or."

 

O cineasta Fábio Barreto, de 52 anos, sofreu um acidente de carro na noite deste último sábado, 19, em Botafogo e foi operado pela equipe de plantão do Hospital Copa D´Or, em Copacabana. "Foi uma cirurgia salva-vida", definiu o neurocirurgião Paulo Niemeyer Filho, para quem o estado de Barreto é "estável, mas grave". A cirurgia durou três horas e meia e serviu para descomprimir um edema grande. Niemeyer acompanhou a operação.

 

Segundo o neurocirurgião, a operação foi bem-sucedida, mas a expectativa agora é de como Barreto vai reagir. Ele está sendo submetido a uma série de exames para avaliar possíveis sequelas e a gravidade do seu estado. Só então será possível fazer um prognóstico.

 

Barreto foi submetido a uma tomografia, que constatou que a hemorragia está pior do que na noite deste último sábado. "O que mais nos preocupa agora é a contusão do lobo temporal dos dois lados. Não estamos preocupados com sequelas agora. A situação está muito grave. Estamos apreensivos porque o pior ainda pode acontecer", afirmou Niemeyer.

 

Nesta segunda-feira, os médicos vão repetir a tomografia. "As primeiras 48 horas nestes casos são fundamentais", disse o cirurgião.

 

O guarda-vidas, Wagner Generoso, de 26 anos, testemunhou o acidente com o cineasta Fábio Barreto na noite de sábado em Botafogo, Zona Sul do Rio. Ele foi uma das primeiras pessoas a chegar ao local da batida. Generoso contou que estava na janela do seu apartamento e viu o momento em que um carro fechou a Pajero do cineasta que vinha pela Rua Real Grandeza no sentido para Copacabana. O carro bateu numa mureta, voou para outra pista e capotou. "Saía muita fumaça, vazou gasolina, fiquei com medo que o carro explodisse", contou Generoso. Segundo ele, o acidente aconteceu por volta das 22h. "Achei que ele estava morto, mas depois percebi que ele respirava com difilculdade. Tentei falar com ele, disse que Jesus ia ajudar". A ambulância dos bombeiros chegou em cinco minutos.

 

Família

 

"Estamos otimistas", disse Paula Barreto, irmã do diretor do filme "Lula, O Filho do Brasil", previsto para ser lançado em circuito nacional no dia 1º de janeiro de 2010, e também de "O Quatrilho", que concorreu ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1995.

 

Dora Pellegrino, ex-mulher e mãe de um dos quatro filhos do cineasta, foi ao Hospital Copa D´ Or. Dora, que foi casada 13 anos com Fábio, estava muito nervosa. Os dois têm uma filha, Mariana, hoje com 20 anos. O cineasta tem mais outros três filhos.

 

Os pais de Fábio Barreto, os produtores Lucy e Luiz Carlos, também já se encontram no hospital.

 

Presidente Lula presta solidariedade

 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva telefonou hoje para a família do cineasta Fábio Barreto, que sofreu um acidente automobilístico, na madrugada de sábado, no Rio de Janeiro. Na conversa com Luiz Carlos Barreto, pai de Fábio, Lula prestou solidariedade, se colocou à disposição da família e disse esperar numa rápida recuperação do cineasta.

 

Neste ano, Fábio Barreto dirigiu o filme "Lula, o Filho do Brasil", que conta a história do presidente, desde o nascimento do menino pobre em Caetés, no agreste pernambucano, o movimento sindical em São Paulo e a eleição para a Presidência.

 

Lula, que passa o domingo no Palácio da Alvorada com a primeira-dama Marisa Letícia, foi informado por assessores na manhã de hoje do acidente de Fábio Barreto. Como estará no Rio de Janeiro para vistoriar obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) nesta segunda, à tarde, o presidente poderá visitar parentes do cineasta. A agenda até o momento, no entanto, não inclui essa visita.

 

Colaborou Leonencio Nossa, da Sucursal de Brasília

 

Pais do cineasta, Luiz Carlos Barreto e Luci Barreto, conversam com o neurocirurgiao Paulo Niemeyer

 

(Atualizada às 17h30)

 
Mais conteúdo sobre:
acidentecineastaFábio Barreto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.