Falha em oxigênio pode ter matado 13 em hospital

O Ministério Público do Distrito Federal vai apurar se a morte de 13 pacientes que ocuparam em momentos distintos o mesmo leito de um hospital no Distrito Federal pode ter sido causada pela troca dos tubos de oxigênio por tubos de ar comprimido.

AE, Agência Estado

12 Abril 2012 | 23h04

Segundo reportagem do "Jornal Nacional", da TV Globo, pacientes internados no leito 19 do Hospital de Santa Maria, cidade a 30 quilômetros de Brasília, apresentavam sempre mais dificuldade de recuperação. Treze acabaram mortos.

Relatório do próprio hospital confirma que a tubulação do leito 19 foi invertida, por onde deveria sair o duto de oxigênio saía o de ar comprimido. O diretor administrativo do hospital, Ivan Rodrigues, disse acreditar que o descuido tenha sido mesmo a causa das mortes: "Se está colocando ar comprimido, ar de colocar no pneu do carro, para paciente... Oxigênio é 100% oxigênio. Ar comprimido é ar comprimido. Então não tem como dizer que o paciente não morreu por causa disso", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.