Falso coronel que comandou blitz no Rio é denunciado

O falso tenente-coronel Carlos da Cruz Sampaio Júnior, que fingiu ser tenente coronel da reserva do Exército por três meses, no Rio de Janeiro, foi denunciado hoje pelo Ministério Público fluminense.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

28 de fevereiro de 2011 | 17h45

Segundo o MP, Sampaio Junior mentiu para usar arma de fogo e comandar uma operação da Polícia Militar (PM) em agosto do ano passado. O denunciado vai responder por porte ilegal de arma de uso restrito e por atribuir a si próprio ou a terceiros falsa identidade para obter vantagens.

De acordo com a denúncia, Sampaio apresentou-se no 17º Batalhão de PM, em 4 de agosto de 2010, vestindo uniforme militar, com a identificação "Coronel Sampaio" e o crachá da Secretaria de Estado de Segurança Pública. Em seguida, obteve junto ao Batalhão e mediante cautela arma de fogo e munições (fuzil M16, calibre 556) de propriedade da PM, sem a devida autorização legal ou regulamentar.

O falso coronel também comandou policiais militares em uma blitz realizada na Avenida Magistério, em Moneró, Ilha do Governador. Após a referida operação, que resultou na morte de um suspeito de roubo, Sampaio apresentou-se à 37ª DP (Ilha do Governador) para a confecção do registro de ocorrência, portando documento obtido de forma fraudulenta.

Tudo o que sabemos sobre:
denúnciafalso coronelblitzRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.