Família de menino morto por leões será indenizada

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que a família do menino morto por leões de circo em Recife, em abril de 2000, deverá receber R$ 275 mil em indenizações. A decisão foi divulgada hoje e estabelece que o valor será repassado tanto pela empresa responsável pelo evento quanto pelos responsáveis pela locação do circo.

MARCELA GONSALVES, Agência Estado

14 de abril de 2011 | 15h41

A condenação estava fixada em R$ 1 milhão, mas foi reformada. As empresas locadoras afirmavam que não seriam responsáveis pelos animais. Porém, o STJ considerou que a responsabilidade é fundada pelo risco da própria atividade econômica, a exibição de espetáculo com objetivo lucrativo.

No processo, foi comprovado que as empresas foram imprudentes em instalar um circo em condições precárias. A criança, de seis anos, foi puxada pelas garras dos leões para dentro da jaula enquanto se preparava para tirar fotos com um dos cavalos exibidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.