Família vítima de botulismo deixa UTI

A família vítima de botulismo em Santa Fé do Sul, a 620 km de São Paulo, já está fora de perigo. Pai e mãe já haviam deixado a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e, ontem, os dois filhos do casal também foram transferidos para um quarto da Santa Casa local.

RENE MOREIRA, ESPECIAL PARA O ESTADO / FRANCA, O Estado de S.Paulo

23 de agosto de 2012 | 03h02

Benedito José dos Santos, de 38 anos, Elisete Garcia, de 30, e os filhos Juliana Bruna, de 12, e Cristiano, de 9, foram internados no domingo com vômito, diarreia, dificuldade de locomoção e visão embaçada. O quadro se agravou e um soro específico foi enviado de São Paulo, de helicóptero, pela Polícia Militar. Médicos suspeitam que a causa tenha sido uma porção de mortadela, que ficou dez dias na geladeira antes de ser consumida pela família.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.