Fashion Rio começa com desfalque de grifes famosas

A 13ª edição do Fashion Rio começou hoje, na Marina da Glória, com o desfile da estreante Luana Jardim. A mineira, de apenas 22 anos, desfilou sua coleção de formatura da faculdade de design, batizada de Specular. Apesar do desfalque de algumas grifes como a Colcci, que tem a top Gisele Bündchen como maior estrela, e a Blue Man, de moda praia - que irão desfilar no São Paulo Fashion Week - a organizadora, Eloysa Simao, negou que haja uma crise na semana de moda carioca."A força do Rio em lançar marcas e inesgotável. Se sai uma grande marca, com certeza outras novas virão. Esse vai-e-vem é normal, mas quando acontece no Rio se faz um alarde e gera uma crise que não existe", afirmou, enfatizando que a capital carioca é uma "fazedora de moda e grande lançadora de marcas". Segundo ela, todas as grifes que desfilaram no Fashion Rio e no Fashion Business - a bolsa de negócios do evento - tiveram um crescimento de pelo menos 50% em vendas. A estilista Luana Jardim abriu a primeira noite do evento com uma coleção conceitual. O minério de ferro em diferentes texturas e aplicações foi a matéria prima do seu trabalho. Os 15 looks foram confeccionados sobre uma base em EVA. As saias, vestidos, corseletes e esplendores refletiam a luz em todas as direções. Alguns modelos pareciam armaduras medievais. Os colares, pulseiras e braceletes tiveram espaço de destaque e também foram produzidos por Luana, que utilizou arame retorcido como base para a aplicação do minério. Os sapatos foram customizados pela estilista, com aplicações de pó de hematita e pirita, também chamado de ouro de tolo.Moda infantilA segunda grife a desfilar foi a Lilica Ripilica, de moda infantil. A atriz mirim Sofia Terra e a filha da atriz Flávia Alessandra, Giulia, foram as estrelas do desfile. A coleção da marca fabricada pela Marisol foi inspirada no tema Beauty Essence, que buscou suas referências nas diversões das meninas brincando na penteadeira da mãe. Os tecidos são leves, como a cambraia e tricoline e, em algumas peças, mais estruturados, como o gorgorão e o jeans stretch. Os vestidos vieram em formato de frasco ou ampulheta, mostrando que a silhueta mais solta deve continuar em alta.

FABIANA CIMIERI, Agencia Estado

07 de junho de 2008 | 20h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.