Fazenda mantém IPI reduzido para alguns produtos moveleiros

O Ministério da Fazenda reiterou nesta sexta-feira que as desonerações de IPI sobre móveis promovidas no ano passado acabarão no dia 31 de março, mas anunciou que alguns produtos específicos passarão a ter uma tributação inferior à vigente antes da concessão do alívio fiscal.

REUTERS

26 de março de 2010 | 12h38

Em nota, o ministério informou que a alíquota de IPI sobre móveis, que havia sido reduzida temporariamente a zero no final de novembro, passará a ser de 5 por cento para todos os produtos.

Isso beneficiará alguns itens, como móveis estofados, que antes da crise tinham alíquota de 10 por cento.

As alíquotas de IPI sobre painéis e aglomerados de madeira e placas laminadas também serão de 5 por cento. Antes da desoneração a alíquota de IPI sobre estes produtos era de 10 por cento.

(Reportagem de Isabel Versiani)

Mais conteúdo sobre:
MACROIPIMOVEL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.