Fechada há nove dias, Mogi-Bertioga não tem data para ser reaberta

Interditada há nove dias, a Rodovia Mogi-Bertioga (SP-98) ainda não tem data para ser liberada, informou ontem o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), órgão da Secretaria de Estado de Transportes que administra a estrada. As rochas que obstruíam 150 metros da estrada na altura do km 89 foram retiradas da pista. Ontem, homens limpavam a pista e recapeavam o asfalto prejudicado pelo desmoronamento da encosta, ocorrido durante as fortes chuvas da terça-feira da semana passada.

Rejane Lima, Santos, O Estadao de S.Paulo

17 de dezembro de 2009 | 00h00

Operários informaram que os trabalhos para a liberação da pista têm acontecido durante todos os dias, até 22h. Segundo eles, não choveu no local esta semana. Segundo a Assessoria de Imprensa do DER, um técnico esteve no local para avaliar o risco de a encosta desabar novamente. Em nota, o órgão reafirmou que a estrada só será liberada "quando houver a total garantia de segurança aos usuários". Com a interdição, quem vai da capital para Bertioga tem de seguir pelo Sistema Anchieta-Imigrantes ou pela Rodovia dos Tamoios.

O DER ainda informou ontem que a SP-066, que faz a ligação Mogi das Cruzes-Guararema-Jacareí, está interditada no km 68,6. Os motoristas devem usar o trevo de Guararema, no km 67 da rodovia, e fazer o percurso por dentro da cidade até chegar ao km 73.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.