Feldman, secretário de Kassab, deixa PSDB

O secretário de Esportes e Lazer do município de São Paulo, Walter Feldman, afirmou nesta segunda-feira que deixará o PSDB. O anúncio se segue ao de seis vereadores que comunicaram a saída da sigla na semana passada.

REUTERS

25 de abril de 2011 | 20h30

Feldman, um dos fundadores do PSDB, não informou seu destino político e nem se vai ingressar no PSD anunciado pelo prefeito Gilberto Kassab. Ele deixa o comando da secretaria na terça-feira para acompanhar a organização da Olimpíada de 2012, em Londres, pela prefeitura.

Ele fez duras críticas a secretários do governador Geraldo Alckmin (PSDB).

"Quatro secretários de Estado, talvez cinco, operaram a eleição do diretório municipal. Pessoal e diretamente. Então houve uma interferência inaceitável do governo", disse Feldman.

As acusações se referem à eleição para o diretório municipal do PSDB neste mês, que elegeu o deputado e secretário estadual Júlio Semeghini, aliado de Alckmin. O novo diretório estará à frente da eleição municipal do ano que vem.

O partido está rachado em São Paulo desde a eleição municipal de 2008, quando Feldman e vereadores atenderam apelo do ex-governador José Serra e apoiaram a eleição do prefeito Gilberto Kassab, enquanto o partido optou por concorrer com a candidatura de Alckmin.

Segundo Feldman, a saída dele e dos vereadores representa um alerta para que o PSDB possa retomar o seu rumo.

O vereador Gilberto Natalini, um dos que deixou o PSDB, disse que o grupo que apoia Kassab "sofre perseguição" por parte dos novos dirigentes do diretório municipal. "Há um caldo de cultura nos setores médios do partido que vai resultar em debandada", disse.

A vaga de Feldman, que saiu derrotado para um novo mandato de deputado federal na eleição de 2010, vai para Bebeto Haddad, do PMDB, em nova articulação política de Kassab.

(Reportagem de Carmen Munari)

Mais conteúdo sobre:
POLITICAFELDMANPSDB*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.