Feriado tem acidentes e mortes em rodovias do interior de SP

Mulher de 40 anos morreu após carro cair de ribanceira em Botucatu; Outro motorista morreu em Conchas, depois de sair da pista e capotar o carro

José Maria Tomazela, Correspondente O Estado de S. Paulo

12 de outubro de 2015 | 19h26

SOROCABA – O feriado da padroeira do Brasil, nesta segunda-feira, 12, foi marcado por acidentes com interdições de pistas e mortes em rodovias do interior de São Paulo. Na rodovia Marechal Rondon, uma mulher de 40 anos morreu após capotar o carro e cair numa ribanceira, no km 243, em Botucatu. Outro motorista saiu da pista e capotou o carro no km 199, em Conchas. Quando o socorro chegou, ele já estava morto.

Na mesma rodovia, um caminhão bitrem carregado com cana-de-açúcar tombou, no km 158, em Tietê. O motorista foi levado com ferimentos para a Santa Casa da cidade. A carga ficou espalhada e as duas pistas tiveram de ser interditadas por duas horas.

Um jovem de 24 anos morreu após capotar o carro e cair de um viaduto, na rodovia Washington Luís, em Cedral. O motorista estava sozinho e perdeu o controle do veículo.

Um caminhão usado no transporte de laranjas pegou fogo no km 183 da rodovia Comandante João Ribeiro de Barros. Com a cabine em chamas, o motorista conseguiu saltar, mas foi atropelado por uma caminhoneta que seguia pela estrada. A vítima, um homem de 47 anos, foi levada em estado grave para a Santa Casa de Jaú e foi internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Um acidente envolvendo dois caminhões e dois automóveis deixou uma pessoa ferida e interditou parcialmente a Rodovia do Açúcar, à tarde, no km 15, em Itu. Em Itaporanga, um motociclista caiu numa cratera aberta pela chuva na rodovia Aparício Biglia Filho, que liga o sudoeste paulista ao Paraná. Ele foi levado com ferimentos para um hospital de Riversul. Uma das faixas da rodovia foi interditada.

Mais conteúdo sobre:
AcidentesEstradasSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.