Feriado teve 142 mortes em rodovias federais

O feriado da Independência registrou 142 mortes e 1.465 feridos em acidentes ocorridos nas rodovias federais, de acordo com dados divulgados hoje pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Entre 0h de sexta-feira e meia noite de segunda-feira, foram registrados 2.490 acidentes em 66 mil quilômetros de estradas federais. Segundo a PRF, o tempo instável nas Regiões Centro-Oeste, Sudeste e parte do Sul (responsáveis por 75% dos acidentes) contribuiu para os acidentes.

PEDRO DA ROCHA, Agência Estado

16 de novembro de 2010 | 18h31

O pior dia do feriado foi o domingo, quando 59 pessoas morreram. Minas Gerais foi o Estado com os números mais violentos: 430 acidentes, 35 mortes e 250 feridos. Em relação a acidentes, Santa Catarina aparece em segundo lugar, com 290 ocorrências, seguido por Paraná, 272, Rio de Janeiro, 200, e Rio Grande do Sul, 186.

A PRF contabilizou 393 motoristas que dirigiam sob efeito de bebidas alcoólicas neste feriado. Metade deles foi presa em flagrante e encaminhada à Polícia Civil. Nos quatro dias, os agentes de plantão flagraram 62.205 infrações de trânsito, 60% delas por excesso de velocidade. No cálculo médio, sete motoristas por minuto foram fotografados pelos radares da PRF em velocidade superior à permitida na via.

De acordo com a PRF, esse feriado teve fluxo maior de veículos que o do feriado de Finados. A BR-381, corredor de ligação entre Belo Horizonte e Vitória, teve 50% a mais de volume de veículos em relação ao outro feriado. As vias de todo País também tiveram importante acréscimo de automóveis em relação aos dias normais. Na BR-290, principal acesso às praias do Rio Grande do Sul, os números foram 60% maiores aos registrados em dias normais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.