Ferrari fabricada em 1957 bate recorde em leilão feito na Itália

Modelo vintage foi vendido por cerca de US$ 12,15 milhões, de acordo com a organizadora do evento

Da Redação, estadao.com.br

18 de maio de 2009 | 11h12

 

Uma Ferrari 250 Testa Rossa, oferecida à venda em leilão em Maranello, Itália, neste domingo, 17, bateu o recorde mundial da venda mais cara já feita em um leilão. O modelo vintage, de 1957, custou ao comprador mais de 9 milhões de euros (cerca de US$ 12,15 milhões), de acordo com a RM Auctions, organizadora do evento.

 

 

O preço é cerca de 2 milhões de euros a mais que o recorde anterior, ocorrido num evento semelhante, na sede da Ferrari, há um ano.

Tudo o que sabemos sobre:
AutosFerrarileilãorecorde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.