Festa de açougueiro em bar é um verdadeiro happening da desossa

Aprender a desossar animais entre um drinque e outro virou moda

Patrícia Ferraz,

18 Março 2010 | 16h26

  Ryan Farr - Chef de São Francisco transformou aulas de corte de carne em programa animado     Nem visita à vinícola nem menu-degustação. Programa de foodies antenados são as festas de açougueiro, e sua principal atração é um animal inteiro, estendido sobre uma mesa ou balcão, prontinho para ser fatiado. O esquema é o seguinte: com data e hora marcada, um grupo se reúne e, entre drinques e goles de cerveja, aprende a desossar um animal, antes de saboreá-lo.     Porco, cordeiro, pato ou até coelho são os mais comuns, mas há festas em torno de aves e peixes também. O açougueiro vai tirando os pedaços, enquanto explica os cortes mais conhecidos, ensina truques, dá receitas. Corta a carne e coloca na grelha para depois servir aos convidados.     O local da festa pode ser um bar, um restaurante e até a casa de alguém. Quem começou a moda foi Ryan Farr, mas essas festas estão cada vez mais populares.O preço do convite varia, conforme o endereço e o cardápio. Num bar, o programa pode custar de US$ 25 a US$ 75. Num restaurante, por volta de US$ 100.     Os americanos estão empenhados em aprender a cortar o próprio bife e já não há açougueiro-celebridade que não seja também professor. A procura por aulas tem sido grande nas escolas e açougues. Os temas dos cursos completos ou aulas avulsas são anunciados por meio de websites, twitter, blogs. E as vagas se esgotam rapidamente.     Tom Mylan, dono do The Meat Hook, mistura de açougue e laboratório instalado desde novembro no Brooklyn, conta que nos últimos dois anos teve 700 alunos. "O corte da carne é obviamente algo que está interessando muito as pessoas, por várias razões", diz um dos primeiros açougueiros treinados por Jessica e Joshua Applestone.  

Mais conteúdo sobre:
Desossar animais a&ccedil ougueiro Paladar

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.