FIA não vai adotar nenhuma ação contra Rosberg

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) não vai adotar qualquer ação contra o líder do Mundial de Fórmula 1, Nico Rosberg, apesar de o companheiro do piloto da Mercedes, Lewis Hamilton, ter acusado o alemão de bater intencionalmente no Grande Prêmio da Bélgica, no domingo.

REUTERS

26 Agosto 2014 | 11h55

"A FIA não vai intervir nesta questão", disse um porta-voz da federação.

Segundo o porta-voz, seria necessário um "elemento novo" para que os fiscais abrissem uma nova investigação, uma vez que o resultado já foi declarado oficial, sem levar em conta os comentários de Hamilton após a corrida.

"Um comentário que teria sido feito em uma reunião interna e, posteriormente, negado pela própria equipe não constitui um 'novo elemento'", acrescentou.

Hamilton disse em Spa que Rosberg tinha admitido que bateu nele na segunda volta durante uma tentativa frustrada de ultrapassagem para "demonstrar que tinha razão".

A batida deixou Hamilton com um pneu furado e danificou seu carro, resultando no eventual abandono da prova. Rosberg danificou a parte dianteira da asa, mas terminou em segundo e ampliou sua vantagem na liderança para 29 pontos.

Os fiscais de prova não tomaram qualquer medida durante a corrida, e Rosberg apresentou uma versão diferente de Hamilton sobre os fatos, garantindo que foi apenas um acidente de corrida.

(Reportagem de Alan Baldwin)

Mais conteúdo sobre:
F1MERCEDESROSBERGFIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.