Fiéis lotam Igreja do Bonfim, em Salvador

Tradicional entre os católicos de Salvador, a visita à Igreja do Senhor do Bonfim na última sexta-feira do mês ganhou destaque por a última sexta do ano cair no último dia de 2010. Até o fim da tarde, são esperadas 50 mil pessoas nas dez missas que serão celebradas na mais conhecida igreja da Bahia.

TIAGO DÉCIMO, Agência Estado

31 de dezembro de 2010 | 15h12

Já na primeira, realizada às 5 horas, não houve espaço suficiente para todos os fiéis que queriam ouvir a mensagem do padre Edson Menezes. Muitos acompanharam a missa de pé, do lado de fora, onde foram instalados alto-falantes, e nas famosas escadarias da igreja.

Entre uma celebração e outra, os visitantes aproveitaram para agradecer as bênçãos recebidas em 2010 e para fazer novos pedidos a Senhor do Bonfim, cumprindo o ritual de amarrar uma fitinha colorida na grade na igreja, com a quantidade de nós correspondente à de pedidos. Antes do fim da manhã, já era difícil encontrar espaço para colocar novas fitas.

O sincretismo com as religiões de raiz africana, difundido na cidade e que tem no templo o maior símbolo, não foi esquecido: na praça localizada na frente da igreja, muitos fiéis também aproveitavam para receber um banho de folhas, que pais e mães de santo davam no local, para trazer proteção para o novo ano.

Tudo o que sabemos sobre:
réveillonBonfimSalvador

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.