Fiéis lotam praia de Copacabana para Acolhida da JMJ

Fiéis já lotam a praia de Copacabana, na zona sul do Rio, palco da cerimônia de Acolhida da Jornada Mundial da Juventude. Marcada para as 18h, a missa será celebrada pelo papa Francisco. O pontífice irá de helicóptero até Copacabana e, antes da missa, deve desfilar no papamóvel pela avenida Atlântica.

Agência Estado

25 de julho de 2013 | 15h44

O clima é de alegria e até uma roda de samba foi formada entre brasileiros e argentinos. No palco, bandas católicas animam o público. Entre as atrações programas está o padre Fábio de Melo, que é um dos próximos a subir no palco. Após a celebração da missa, mais shows estão previstos.

A estação Carioca do metrô, no centro da cidade, também está lotada de peregrinos que ainda seguem para o cortejo. A longa fila para entrar está começando fora da estação, fazendo uma curva, com o início em frente ao prédio Avenida Central, na avenida Rio Branco. Enquanto os fiéis aguardam, ambulantes aproveitam para vender luvas, toucas, guarda-chuvas e capas, devido ao mau tempo desta quinta-feira, 25.

Segundo o Centro de Operações da Prefeitura do Rio de Janeiro, o Aterro do Flamengo segue interditado, nos dois sentidos, para o evento.

A Praia de Copacabana receberá cerca de 1.500 policiais militares por dia nos eventos desta quinta e sexta-feira, 26, da JMJ. Haverá 30 torres de observação, com cinco PMs em cada, além de 25 viaturas e 20 motocicletas. Outros 80 policiais farão o patrulhamento a pé nas ruas de acesso à orla. Câmeras dos helicópteros da PM também acompanharão os eventos.

Mais conteúdo sobre:
JMJpapaAcolhida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.