Figo seco ressurge nas prateleiras

O figo seco, que andava sumido, voltou às prateleiras. É que o homem das frutas secas em São Paulo, o libanês Walid Saddi, do Saddi Center (Rua Guarará, 76, 3885-7755), estava esperando o navio chegar da Turquia com o produto. "Fizemos o pedido em setembro e só recebemos agora", diz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.