Divulgação
Divulgação

Filha de Enéas desiste de disputar o governo de Minas Gerais nas eleições 2018

Gabriela Enéas disputará uma cadeira na Câmara dos Deputados; PMB decidiu apoiar Antonio Anastasia (PSDB)

Jonathas Cotrim, O Estado de S.Paulo

06 Agosto 2018 | 22h44

BELO HORIZONTE - A filha de Enéas Carneiro, Gabriela Enéas (PMB), desistiu de concorrer ao governo de Minas Gerais nas eleições 2018 e preferiu tentar seguir o caminho do pai, disputando uma cadeira na Câmara dos Deputados. Após a convenção do PMB, o partido definiu que apoiará a chapa de Antonio Anastasia (PSDB). 

“Em função das interferências do partido nos Estados, ela ficou com pouco tempo de televisão”, justificou a presidente do PMB em Minas Gerais, Ana Paula Periquito. Além de tentar eleger a filha de Enéas, a legenda pretende também conseguir a eleição de três deputados estaduais. 

Com a desistência, Gabriela Enéas tenta repetir os passos do pai, que foi eleito para a Câmara dos Deputados em 2002, depois de tentar a Presidência da República por três vezes – em 1989, 1994 e 1998. Enéas Carneiro é, até hoje, o deputado que se elegeu com maior número de votos da história do Brasil, com 1,57 milhões de votos.  

A desistência de Gabriela Enéas já vinha sendo discutida. No entanto, ela conversava com o deputado federal Rodrigo Pacheco (DEM) para disputar uma das vagas ao Senado em sua coligação. No entanto, nesta segunda-feira, 6, Pacheco anunciou sua desistência na disputa ao governo nas eleições 2018 e que será candidato ao Senado na chapa de Anastasia. 

Com a entrada do PMB, a coligação de Anastasia conta agora com dez partidos. Antes o PSC, PSD, PTB, PPS, Solidariedade e PMN havia anunciado apoio a candidatura do senador. Com a ida de Pacheco para a chapa, DEM, PP Patriota também entraram na coligação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.